Facetas Dentárias Lisboa, Clínica MINT

A aplicação de facetas dentárias, permite corrigir pequenos defeitos dentários, corrigir pequenas alterações de cor e modificações na forma dos dentes.

No vídeo, Dr Eduardo Bastos explica como é o processo para colocar facetas nos dentes e apresenta casos de sucesso deste tratamento dentário estético que é um dos mais requisitados na Clínica MINT.

O que é uma faceta dentária?

As facetas dentárias, ou lente de contato dental como também são conhecidas, consistem num fino revestimento de material estético, por norma de elevada resistência, desenhados e personalizados para cada pessoa, que se adere e cobre toda a superfície da frente dos dentes visíveis quando sorrimos.

Ao colocar facetas dentárias é possível alterar completamente o nosso sorriso e de uma forma bastante rápida. Conseguimos mudar rapidamente a cor, a forma, a orientação, o tamanho e o comprimento dos dentes.

Existem muitas alternativas de materiais passíveis de utilizar na confecção de facetas (capas para dentes), mas de um modo geral todos se incluem num de três grupos: Facetas de Cerâmica, Facetas de Resina Composta e Fragmentos Cerâmicos.

Tipos de Facetas Dentárias

Facetas de Porcelana / Cerâmica

A porcelana / cerâmica é o material de eleição sempre que falamos em melhorar a aparência dentária, graças às excelentes propriedades óticas que possui e à sua ótima estabilidade de cor ao longo do tempo. As facetas em porcelana / cerâmica constituem assim soluções de primeira linha quando existe um grande problema ou uma grande exigência estética.

Este tipo de restauração é unicamente feito de forma indireta, ou seja, a peça é confeccionada em laboratório, a partir de uma impressão ou molde previamente tirado ao dente. Só numa outra consulta é feita então a adesão da faceta ao dente preparado. Neste intervalo é feito sempre uma faceta provisória.

Comparativamente às demais, estas apresentam maior longevidade, manutenção da cor original e uma aparência mais aproximada à dos dentes naturais. No entanto tendem a ser mais dispendiosas.

Facetas de Resina Composta

As facetas de resina composta ou de compósito representam uma boa alternativa, e mais económica, às facetas de porcelana (cerâmica).

Estas, por sua vez, podem ser feitas de forma indireta mas também como restaurações diretas, sem requerer a assistência do laboratório.

Apesar de não conseguirem mimetizar tão bem a dentição natural quanto as cerâmicas, as facetas de resina composta têm bons resultados, desde que seja feita uma manutenção periódica das mesmas. Ademais, por se tratar de um material mais poroso, o compósito tende a agarrar mais pigmento e pode também fraturar mais facilmente.

Facetas Parciais ou Fragmentos Cerâmicos

As facetas parciais, também apelidadas de fragmentos cerâmicos, consistem em peças ultra-finas e apenas em condições muito específicas poderão ter alguma indicação.

Surgiram com o avanço e desenvolvimento dos procedimentos minimamente invadidos e esta é a sua maior vantagem. No entanto, este tipo de restaurações indiretas é muito sensível dada a sua espessura diminuta, o que aumenta o risco de fratura da cerâmica.

Principais motivos que levam a colocar facetas dentárias:

  • dentes escurecidos;
  • dentes desgastados;
  • dentes tortos ou desalinhados;
  • dentes lascados ou partidos;
  • espaçamento entre os dentes (fechar diastema).

Colocar facetas dentárias é um procedimento muitas vezes realizado no final de tratamentos de ortodontia (colocação de aparelho dentário de correção) para melhorar a aparência estética do sorriso.

A este tipo de tratamento precedem também tratamentos de higiene oral, como por exemplo, tratamento de cáries e destartarização.

Vantagens em colocar Facetas Dentárias:

As vantagens mais evidentes na realização de facetas dentárias ou lentes de contacto dentárias são:

  • correção de colorações inestéticas ou formas desfavoráveis dos dentes;
  • os materiais dentários de última geração mimetizam de forma perfeita a dentição natural- são resistentes a manchas pelo que nunca mudam de cor;
  • a cor é escolhida em consonância com a restante dentição, dando preferência a um tom mais branco do que a anterior dentição normal;
  • é um tratamento que desde logo é muito conservador, pela espessura muito reduzida das facetas.
Colocar facetas dentárias vai mudar o seu sorriso no sentido de aumentar a sua confiança e a sua auto-estima. Por consequência, irá melhorar fortemente a sua qualidade de vida a nível profissional, social, familiar e muito a nível pessoal.

Veja alguns dos nossos casos clínicos de facetas dentárias antes e depois, logo a seguir.

Como colocar facetas dentárias? Conheça o tratamento:

Para realizar este tipo de tratamento e colocar as facetas dentárias são habitualmente necessárias apenas 3 consultas:

  1. A consulta inicial de avaliação/diagnóstico;
  2. uma segunda consulta para preparar os dentes e fazer os respectivos moldes;
  3. a terceira e última consulta para colocar o trabalho final.

A consulta de avaliação / diagnóstico é fundamental no sentido de, em conjunto com o médico dentista, o paciente manifestar a sua vontade a nível estético. Nesta consulta o dentista examina em pormenor o caso e planeia como irá proceder para atingir o objetivo final.

O “olho clínico” do médico dentista e principalmente a sua experiência profissional neste tipo de tratamentos é fundamental para adequar o resultado final à pessoa que tem à sua frente. Entre inúmeros exemplos, não é esperado que numa pessoa de 60 anos de idade se coloquem facetas com uma cor demasiado branca e com transparências que só se observam em pessoas com 30 anos.

De seguida, e orientando o caso só a nível estético, temos invariavelmente que mencionar a estética da gengiva. Não faz sentido aprimorarmos a cor, forma, orientação, comprimento e tamanho dos dentes quando temos uma gengiva mais baixa num dente e mais alta no outro.

Nestas situações, planeia-se como prioridade fazer o “smile design” da gengiva, que pode ser realizado através de diferentes técnicas, consoante o caso da pessoa, e só quando a gengiva estiver integra e cicatrizada se avança para a preparação dentária das facetas.

Tempo do Tratamento para Colocar Facetas nos Dentes

Entre a primeira consulta de tratamento para a realização de facetas dentárias e a consulta final podem decorrer entre duas a três semanas para que o laboratório termine de “criar” e “embelezar”, com o máximo cuidado aos pormenores, cada faceta.

Na última consulta dentária, é feita uma prova, juntamente com o paciente do trabalho. Se ambos estiverem satisfeitos com o resultado, procede-se à “cimentação” das facetas de forma definitiva aos dentes. No final desta consulta é garantida que a oclusão (encaixe dentário) fica completamente harmoniosa.

Duração das Facetas Dentárias

A duração das facetas dentárias é algo que ainda hoje é difícil de determinar. Apesar de existirem muitos casos de sucesso com mais de 20 anos, cada caso é um caso e a duração da faceta de pessoa para pessoa pode ser muito variável. Os bons hábitos de higiene oral, o substrato do dente preparado e até o próprio procedimento de colocação da faceta constituem alguns dos fatores que podem influenciar o tempo de integridade da faceta.

Limpeza das Facetas e Pigmentações

Apesar de possuírem um revestimento, os dentes aos quais as facetas são aderidas continuam a ser estruturas que requerem uma boa higienização diária e um controlo periódico em consultório, pois cáries dentárias e problemas gengivais continuam a ser uma possibilidade nestes dentes. Ademais, as facetas em resina podem ainda necessitar de um polimento ocasional para remover pigmentações que possam adquirir.

Facetas Dentárias: Preço

O custo para este tipo de tratamento tem um intervalo relativamente amplo de valores, variando o preço das facetas dentárias de acordo com: o número de peças, o material da faceta e a técnica realizada.

O custo para colocar facetas não está relacionado apenas com o preço por cada faceta, mas também com toda a limpeza oral necessária para realizar o tratamento em cada indivíduo, assim como o material escolhido pelo paciente.

É fácil de entender a relação direta entre o número de peças e o custo do tratamento. No entanto, e o que normalmente nos apanha desprevenidos, é que por vezes para corrigir um problema de um dente não basta apenas colocar uma faceta nesse dente. Em certos casos pode ser necessário colocar várias facetas nos dentes em redor e, principalmente quando utilizamos cerâmica, o valor do tratamento pode aumentar significativamente tendo em conta o inicialmente expectado.

O material é o parâmetro que mais evidencia a diferença de custos, uma vez que a cerâmica tende a ser bem mais dispendiosa do que a resina composta, dada a sua maior resistência e excelente integração estética. E ainda dentro do grupo da cerâmica, dependendo do tipo específico pode existir alguma flutuação. Por exemplo, as facetas em cerâmica feldspática, por serem extremamente estéticas e requerem um trabalho bastante sensível por parte do técnico que as produz, são por norma as que têm o preço menos acessível.

Facetas mais Baratas

As facetas em resina composta, por sua vez tendem a ser as mais económicas, porém são menos naturais e menos duradouras.

Relativamente à técnica, direta ou indireta, apenas as facetas em compósito têm esta distinção, pois apenas a resina composta, pode ser manipulada por forma a fazer uma faceta diretamente no dente do paciente. Esta via, uma vez que não inclui um trabalho e custos de laboratório, é também mais em conta para o paciente.

FAQ: Perguntas Frequentes sobre Facetas Dentárias

Colocar facetas é um procedimento inofensivo? Causa Dor?
O tratamento para colocar facetas é minimamente invasivo, mas não causa dor. Provoca um dano mínimo à superfície dos dentes pelo desgaste que é necessário efetuar nos dentes a serem revestidos. Este desgaste de superfície serve para compensar a espessura da peça em cerâmica ou em resina (capa dos dentes) e manter o volume normal e harmonioso do dente.
As facetas são a solução para quem quer dentes brancos?
Depende. Existem procedimentos menos invasivos, como o branqueamento dentário, que permitem tornar os dentes mais brancos, dentro do permitido pelos próprios, na gama do branco natural. No entanto se a expectativa é muito alta e a cor desejada é significativamente diferente da que se possui, então as facetas poderão ser consideradas como uma opção. E nesse caso, terão que ser colocadas em todos os dentes visíveis no sorriso.
As facetas pigmentam?
Depende do material de que forem feitas. Facetas em resina composta pigmentam muito, dada a porosidade deste material. Poderá ser necessário realizar polimentos periódicos, por exemplo, nas consultas de controlo para remover esta pigmentação que estas restaurações vão adquirindo. Por outro lado as facetas de cerâmica têm uma ótima estabilidade de cor não requerendo este tipo de manutenção.
Tenho facetas nos dentes mas não gosto da cor. É possível substituir?
Sim. É possível substituir as facetas e alterar certos parâmetros como a forma ou a cor. É um procedimento sensível tecnicamente uma vez que é necessário bastante cuidado para não realizar mais desgastes na superfície dos dentes. Porém, e no que diz respeito à cor é necessário ter em atenção que a cor pode ser determinada de acordo com os restantes dentes e em casos de colocação em apenas um ou dois dentes as facetas devem respeitar a cor dos demais dentes naturais.
Uma vez colocadas facetas, tenho que as ter para o resto da vida?
Sim. Como a colocação de facetas requer um desgaste do dente, após este ser feito é irreversível. Assim a superfície do dente terá sempre que ter este revestimento cerâmico ou em resina e caso de falha terá que se proceder à sua substituição.
Existe o risco da faceta descolar e cair?
Sim, numa pequena minoria dos casos existe esse risco, principalmente quando a cimentação, isto é, a colagem das peças não é realizada nas condições ótimas. Como se trata de um procedimento muito sensível este tem que ser realizado na ausência de sangue saliva e outros fluidos orais que possam comprometer esta cimentação. Se os princípios de adesão forem respeitados esse risco é quase nulo.
Tenho recessão das gengivas. Isso interfere na colocação de facetas?
Idealmente, as facetas devem ser colocadas apenas em esmalte uma vez que é nessa superfície que a adesão resulta melhor. Se existe uma exposição das superfícies das raízes poderá considerar-se, consoante o quadro clínico, uma cirurgia periodontal para reposicionamento da margem gengival, previamente à colocação de facetas.
Tenho bruxismo. Isso interfere na colocação de facetas?
O bruxismo, que traduz o hábito de ranger ou apertar os dentes, representa de facto uma ameaça a este tipo de tratamento estético dadas as forças exercidas. Apesar da cerâmica ser um material de grande resistência, bem maior do que a da resina composta, até ela, por acumulação destas ditas forças pode atingir o seu limite e fraturar. Assim, o bruxismo pode ser um problema à colocação de facetas uma vez que este pode diminuir a sua longevidade. No entanto, havendo um controlo destes movimentos parafuncionais, como por exemplo, através de uma goteira de proteção noturna, este hábito não constitui contra-indicação para a colocação de facetas.

Coloque Facetas Dentárias em Lisboa na Clínica Mint

Agende a sua consulta de avaliação inicial através do formulário abaixo ou ligue para 211 552 308.


Entraremos em contacto para confirmar as datas disponíveis.

Copy link