Desvitalizar Dentes Lisboa, Endodontia

Desvitalizar um dente é um procedimento clínico indicado e realizado quando existe um problema irreversível, seja uma inflamação ou uma infeção, ao nível da polpa, isto é, do nervo do dente.

Esse tratamento endodôntico é, então, um processo, na maioria dos casos, que permite "salvar" um dente e mantê-lo em boca, livre de infeção e dor, por bons e longos anos.

No vídeo, explicamos tudo aquilo que está envolvido nas sessões de desvitalização dos dentes.
⬆️ Drª. Joana Silva, especialista em Endodontia na Clínica MINT Lisboa explica-nos tudo aquilo que está envolvido nas sessões de desvitalização dos dentes.

Como Desvitalizar os Dentes

O procedimento para a endodontia ou desvitalização de um dente realiza-se através da remoção da polpa ou restos de material de obturação de tratamentos endodônticos anteriores, a câmara pulpar e o sistema de canais radiculares presente nas raízes são devidamente desinfetados por forma a eliminar todas as bactérias.

De seguida os canais são preenchidos com um derivado de resina vegetal e o dente é hermeticamente selado com cimento e restaurado de modo a readquirir a aparência natural. Assim percebemos a origem do nome "tratamento de canal".

Uma vez que a duração do tratamento endodôntico depende de diversos fatores, nas situações em que não é possível realizar o tratamento completo em apenas uma consulta, é colocada uma restauração provisória na abertura de acesso com o objetivo de proteger o dente entre consultas.


Fases da Desvitalização: processo passo a passo

  1. Anestesia;
  2. Rx Inicial;
  3. Isolamento Absoluto;
  4. Remoção da cárie (caso exista) e restauração pré-endodôntica caso seja preciso também;
  5. Acesso aos canais ou exploração dos canais: o dente é aberto com uma broca com a finalidade de expor toda a polpa (nervo do dente) e a entrada do ou dos canais;
  6. Preparo químico-mecânico ou instrumentação do dente: remoção de todo o tecido orgânico da polpa e do interior do canais através de umas limas  que podem ser manuais ou mecanizadas;
  7. Rx de limas para determinação do comprimento do canal ou utilização de um instrumento para esse efeito chamado localizador de apéx radicular (LAR);
  8. Entre cada lima, faz-se a irrigação do ou dos canais com hipoclorito de sódio para desinfecção;
  9. Após uma complete remoção do “nervo” do dente e da sua desinfecção adequada, os canais são fechados ou obturados com um material biocompatível chamado gutta percha, que é introduzido nos canais e selado com um cimento próprio;
  10. Entre as consultas de desvitalizações, o dente fica restaurado provisoriamente, até por fim ser substituído pela restauração definitiva.

Quando é necessário fazer uma desvitalização dentária?

Uma desvitalização é realizada quando a polpa dentária se encontra danificada ou inflamada devido a vários fatores, entre os quais: cáries, fraturas, restaurações infiltradas ou traumatismos dentários.

Conheça os sintomas associados que causam necessidade de desvitalização de um dente:

  • Os sintomas variam de inicialmente a uma sensibilidade prolongada ao frio (quando o “nervo” do dente está numa fase de inflamação primária) e, posteriormente ao frio/ou calor.
  • Outros sintomas são também o desconforto ao toque ou durante a mastigação. Nestes casos, a dor é difusa.
  • Normalmente quando há “morte” do nervo, a dor é bem localizada, existe a sensação de que o dente “ cresceu “ e quando se baixa a cabeça o dente parece “ pesar”.
  • Os sinais mais evidentes de um dente necrosado, ou seja, “quando há a morte do nervo do dente” são abcessos ou fístulas (pequenas bolha de pús na gengiva que podem drenar espontaneamente, libertando um líquido amarelado para a cavidade oral).

FAQ: Dúvidas sobre Desvitalizar Dentes

Desvitalizar dente dói?

A associação entre dor e desvitalização é algo bastante comum por parte dos pacientes, mas no entanto que não tem que ser necessariamente verdade.

A anestesia local, nem sempre necessária, é a forma mais comum de controlar a dor que o tratamento possa eventualmente provocar. uma boa técnica e uma adequada dose anestésica é, na maioria dos casos, o suficiente para que não haja dor ou desconforto algum durante o procedimento.

No entanto, em certos quadros clínicos, como em casos de inflamação aguda, este controlo de dor pode ser um desafio. estratégias adicionais poderão ter que ser tomadas, tais como o recurso a medicação prévia ou pós-tratamento e injeções anestésicas adicionais.


Estou a sentir dor após desvitalizar um dente. O que pode ser?

Apesar de um dos grandes propósitos de uma desvitalização ser o alívio da dor, o desconforto após o tratamento endodôntico é commumente reportado, especialmente por pacientes com dor pré-operatória.

Esta complicação indesejável tende a aparecer horas ou até mesmo dias após a sessão de endodontia e é resultado de uma resposta inflamatória provocada por um agente microbiano, mecânico e/ou químico cuja intensidade pode ser influenciado por fatores como o estado pulpar, a condição dos tecidos periapicais e carga bacteriana no interior dos canais.

Quer isto dizer que a dor que, por vezes, pode ser sentida após uma desvitalização é uma resposta do nosso organismo perante a exacerbação de um problema no nervo de um dente ou nos tecidos que o rodeiam, causada pela própria terapia endodôntica.

Esta adversidade, após instalada, pode ser no entanto gerida com terapêutica medicamentosa, caso se justifique.


Quanto tempo dura uma consulta de endodontia?

Um tratamento endodôntico realiza-se, em média, em uma ou duas consultas. Os fatores que determinam a realização do tratamento são a infeção presente e a dificuldade do tratamento.

As consultas necessárias para completar a reconstrução não são consideradas, estritamente falando, como parte integrante do tratamento endodôntico.

O tempo de consulta propriamente dito, normalmente varia entre 1h-1h30.


Quanto tempo dura um dente tratado em endodontia?

Os dentes tratados numa consulta de endodontia podem durar para sempre se o paciente mantiver os cuidados de higiene oral correctos.

Como em qualquer tratamento dentário, a saúde oral do paciente depende dos exames regulares realizados para prevenir futuros problemas.


O que é Endodontia?

A Endodontia é a área da Medicina Dentária que tem como objetivo a preservação do dente por meio de prevenção, diagnóstico, tratamento e controlo das alterações da polpa dos dentes (o nervo do dente) e dos tecidos ao seu redor. A endodontia também é vulgarmente conhecida por desvitalização dentária ou tratamento de canal.

Precisa desvitalizar os dentes em Lisboa?

Agende a sua consulta de avaliação através do formulário abaixo ou ligue para (+351) 211 552 308.


Entraremos em contacto consigo para confirmar as datas disponíveis.

Copy link
Powered by Social Snap